Grammy Latino 2023: Shakira fatura “Canção do ano” com música feita para se vingar de traição do ex

Uma revanche daquelas! A cerimônia de premiação do Grammy Latino 2023, ocorrida na noite desta quinta-feira (16) em Sevilha (Espanha), consagrou Shakira como uma das grandes vencedoras da noite, e com requintes de coroação para a cantora, isto depois da história conturbada que passou e que ela tornou musica durante o ano.

Justo um dos primeiros e mais importantes prêmios da noite a serem entregues foi na categoria “Canção do Ano“, e o gramofone de ouro foi para a colombiana com a música “Shakira: Bzrp Music Sessions, Vol. 53“. Além dessa categoria, ela faturou ainda mais dois prêmios: o de “Melhor Música Pop“, com a mesma canção, e “Melhor Fusão/Interpretação Urbana” por “TQG“, junto de Karol G.

Na época do lançamento, a música gravada em parceria com o rapper Bizarrap a colocou no topo da lista de artistas latinos mais ouvidos no mundo. Foi a primeira vez que uma mulher ocupou esse lugar, de acordo com dados do Spotify.

A composição detalha a relação de Shakira com o ex-futebolista Gerard Piqué e traz indiretas sobre as traições que sofreu do ex-marido. Na música, Shakira sugere que o ex-marido e a nova namorada dele, a estudante Clara Chía Martí, de 23 anos, são pessoas “otárias” e que, apesar de Clara Chía ter “nome de pessoa boa, claramente, não é como soa”, como ela mesma afirma.

Depois desta, vieram outras músicas igualmente embaladas por cutucadas no ex-marido: “Te Felicito“, “Monotonía“, “TQG” e “Acróstico“. Vale lembrar em especial que “TQG“, que deu o terceiro gramofone da noite à colombiana, foi a música mais ouvida no mundo em março, à frente de “Flowers“, de Miley Cyrus, segundo o Spotify.

Ao subir ao palco e receber o prêmio, Shakira agradeceu à Espanha, país que morou durante anos e terra natal de Piqué. Uma noite que justifica o que ela prometeu aos filhos: ser feliz, e pelo visto, ela está sendo e muito!

Brasil no Grammy Latino: A Amazônia manda!

Na festa da música hispânica e portuguesa, o Brasil esteve muito bem representando na competição.  O Grammy Latino de Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa“, foi para Gaby Amarantos com a produção “Tecnoshow“. 

“Sou uma artista da Amazônia, faço música da periferia negra de Belém do Pará e estou há 20 anos trabalhando com esse estilo. Recebo com muita alegria e honra esse prêmio, quero dedicar a todas as mulheres negras do Brasil. Agradeço a todo o povo de Belém do Pará que recebe e reconhece como música de raízes brasileira. Viva o tecnobrega!”.

O grupo Planet Hemp levou dois prêmios. Com “Jardineiros”, eles garantiram o prêmio de “Melhor álbum de Rock ou de Música Alternativa em Língua Portuguesa“. Ao lado de Criolo, ganharam também melhor interpretação urbana em língua portuguesa com a música “Distopia”.

Tiago Iorc e Duda Rodrigues também saíram de Sevilha com gramofones nas mãos. A dupla foi outra da comitiva brasileira laureada com o prêmio de “Melhor Canção em Língua Portuguesa“, por “Tudo o Que a Fé Pode Tocar“, desbancando nomes pesados na mesma categoria.

Ver mais novidades


Warning: Array to string conversion in /var/www/clients/client25/web61/web/wp-includes/class-wp-query.php on line 3494